Predict your next investment

Angel Investor (Group)
insper.edu.br/empreendedorismo/insper_angels/

See what CB Insights has to offer

Investments

4

Portfolio Exits

1

Partners & Customers

1

About Insper Angels

Insper Angels is an angel investment network.

Insper Angels Headquarter Location

Sao Paulo,

Brazil

Predict your next investment

The CB Insights tech market intelligence platform analyzes millions of data points on venture capital, startups, patents , partnerships and news mentions to help you see tomorrow's opportunities, today.

Latest Insper Angels News

Por que o agritech pode ser a salvação da lavoura no Brasil?

Apr 15, 2020

Rafael Coelho é CEO da Agronow, empresa especializada em monitoramento de safras agrícolas por satélite. É também investidor-anjo e fundador do Insper Angels, além de conselheiro do Centro de Empreendedorismo do Insper (Crédito: Divulgação) 15/04/20 - 17h41 A pandemia de coronavírus tem feito autoridades, especialistas e economistas baterem cabeça. Até agora não foi sistematizado um modelo de dados que consiga indicar de forma confiável como o vírus se comporta. Os números parecem ser diferentes em cada país e todas as tendências continuam apontando para cima no ocidente, com algumas exceções. Com ajuda da tecnologia, a ciência corre contra o tempo para decodificar esses mistérios. O único consenso é o inevitável prejuízo à economia por causa das medidas de isolamento social. No caso do agro, a previsão de catástrofe total na economia brasileira pode não afetar da mesma forma esse setor, considerando que não haverá uma mudança brusca no padrão atual da indústria de alimentos. A produção das nossas principais commodities agrícolas deve ser pouco afetada, ao menos no curto prazo, visto que boa parte da soja já foi colhida e o milho está avançando bem no plantio, especialmente porque essas lavouras são altamente mecanizadas, tornando o trabalho humano menos relevante. Se a oferta ficará estável, então como se comportará a demanda? Precisamos considerar os cenários interno e externo. No mercado interno já pode ser sentido um pico de demanda inicial, que faz o preço subir, o que também, associado à alta da cotação do dólar – ao qual as commodities estão atreladas -, é bom para os produtores. Em paralelo, sem levar em consideração os efeitos inerciais, a China parece ter deixado a pandemia para trás. Para recolocar sua economia em movimento vai importar muita commodity, o que pode fornecer uma ajuda providencial à balança comercial brasileira. Internamente, com o tempo a demanda deve diminuir por causa da queda de renda da população e também por uma mudança de padrão de consumo, como, por exemplo, a substituição da carne vermelha pela carne branca, fator que gera pressão para uma queda de preços. Há que se considerar também que, fora dos grandes centros urbanos, a distribuição é mais precária, o que pode afetar o consumo. Além disso, o pacote de ajuda do governo deve irrigar a economia com crédito e auxílios, diminuindo essa força deflacionária de uma crise desse tamanho. No longo prazo, deveremos observar uma tendência de mudança de consumo dos governos e até da população em geral em relação à estocagem de alimentos no caso de o quadro demorar a se acomodar, configurando-se um cenário de pós-guerra para se proteger de novos ciclos da doença, hipótese que não está sendo afastada pelos pesquisadores. Se isso ocorrer – apesar da alta demanda de curto prazo – a atividade econômica deve desacelerar e poderemos, aí sim, enfrentar até uma deflação. Em resumo, devemos ver uma pressão inflacionária no curto prazo e uma deflacionária ou neutra – dependendo de como serão as reações ao pós-pandemia – no médio/longo prazo. Basicamente, as curvas cíclicas entre oferta e demanda, tão familiares ao mercado de commodities, tendem a ser mais agudas durante esse período. O mercado está acostumado a grandes volatilidades de produção e pouca na demanda; nesses tempos isso será diferente e desafiador. De toda forma, o agro deve amenizar – mais uma vez – o impacto da pandemia sobre o PIB no Brasil. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) comunicou que o Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de 2020 deverá crescer 8,2%, atingindo R$ 683,2 bilhões. Segundo o Mapa, a expectativa para o aumento da produção das lavouras é de 8,9%, totalizando R$ 448,4 bilhões. Esse número é ainda mais expressivo que o da produção agropecuária, estimada em R$ 234,8 bilhões, um incremento de 8,2%. As plantas falam Diante de tanta informação, pode ter passado despercebido o trecho do texto: “as safras de milho e soja estão plantadas ou em fase de…”. Como é possível saber disso com tanta precisão? É aí que entra o chamado agritech, ambiente de inovação tecnológica que empurra o agronegócio, associando inteligência artificial, redes neurais e deep learning. Os dados geoespaciais geram informações em tempo real. São quantidades imensas de dados, que só são possíveis de decifrar e organizar usando modelos de deep learning e inteligência artificial. Estes sistemas trazem insights que ajudam a entender como a oferta está sendo impactada e qual seria a melhor estratégia. Para citar alguns exemplos: a soja, que tem um ciclo longo, terá a oferta bem menos afetada do que produtos de ciclos curtos, como alface e outras hortaliças. De posse dos dados, o produtor pode tomar a decisão se vale ou não a pena plantar naquela determinada safra. Essas informações beneficiam diferentes partes da cadeia do agronegócio. Com elas, o setor financeiro pode avaliar uma solicitação de crédito, por exemplo. A tecnologia consegue informar ao banco como a fazenda está organizada em termos de área plantada, qual cultura e a produtividade. Para as instituições que concedem crédito, estes são indicadores essenciais. Normalmente, esse tipo de informação obriga a instituição a destacar um funcionário para ir pessoalmente até o local ou mobilizar diversos analistas para entenderem os dados de uma microrregião. Informação, por enquanto, é a única vacina que temos contra a pandemia e para acalmar os mercados. Ah, e claro, se você pode, fique em casa! * Rafael Coelho é CEO da Agronow, empresa especializada em monitoramento de safras agrícolas por satélite. É também investidor-anjo e fundador do Insper Angels, além de conselheiro do Centro de Empreendedorismo do Insper. Tópicos

Insper Angels Investments

4 Investments

Insper Angels has made 4 investments. Their latest investment was in Suprevida as part of their Unattributed - II on December 12, 2021.

CBI Logo

Insper Angels Investments Activity

investments chart

Date

Round

Company

Amount

New?

Co-Investors

Sources

12/7/2021

Unattributed - II

Suprevida

$0.71M

Yes

1

12/2/2021

Seed

Subscribe to see more

$99M

Subscribe to see more

10

10/14/2021

Seed VC

Subscribe to see more

$99M

Subscribe to see more

10

8/26/2018

Angel

Subscribe to see more

$99M

Subscribe to see more

10

Date

12/7/2021

12/2/2021

10/14/2021

8/26/2018

Round

Unattributed - II

Seed

Seed VC

Angel

Company

Suprevida

Subscribe to see more

Subscribe to see more

Subscribe to see more

Amount

$0.71M

$99M

$99M

$99M

New?

Yes

Subscribe to see more

Subscribe to see more

Subscribe to see more

Co-Investors

Sources

1

10

10

10

Insper Angels Portfolio Exits

1 Portfolio Exit

Insper Angels has 1 portfolio exit. Their latest portfolio exit was Ja Vendeu on April 14, 2022.

Date

Exit

Companies

Valuation
Valuations are submitted by companies, mined from state filings or news, provided by VentureSource, or based on a comparables valuation model.

Acquirer

Sources

4/14/2022

Acquired

1

Date

4/14/2022

Exit

Acquired

Companies

Valuation

Acquirer

Sources

1

Insper Angels Partners & Customers

1 Partners and customers

Insper Angels has 1 strategic partners and customers. Insper Angels recently partnered with Brightline Initiative on February 2, 2019.

Date

Type

Business Partner

Country

News Snippet

Sources

2/5/2019

Partner

United States

Brightline Initiative Develops Research Collaboration in Latin America with Insper

The partnership between Insper and Brightline will explore the role , competencies and functions of the Chief Strategy Officer to implement strategy within large organizations .

1

Date

2/5/2019

Type

Partner

Business Partner

Country

United States

News Snippet

Brightline Initiative Develops Research Collaboration in Latin America with Insper

The partnership between Insper and Brightline will explore the role , competencies and functions of the Chief Strategy Officer to implement strategy within large organizations .

Sources

1

Discover the right solution for your team

The CB Insights tech market intelligence platform analyzes millions of data points on vendors, products, partnerships, and patents to help your team find their next technology solution.

Request a demo

CBI websites generally use certain cookies to enable better interactions with our sites and services. Use of these cookies, which may be stored on your device, permits us to improve and customize your experience. You can read more about your cookie choices at our privacy policy here. By continuing to use this site you are consenting to these choices.