Predict your next investment

Privus company logo
COMPUTER HARDWARE & SERVICES | IT Services / Data Storage & Security
privus.global

See what CB Insights has to offer

Founded Year

2016

Stage

Seed VC | Alive

Total Raised

$640K

Last Raised

$640K | 3 yrs ago

About Privus

Privus helps businesses, government entities and high-net worth individuals protect their privacy.

Privus Headquarter Location

Grafenauweg 6

Zug, 6300,

Switzerland

Latest Privus News

Privus: Um oásis de privacidade num mundo cada vez mais digital

Jun 20, 2020

Henrique Corrêa da Silva, CEO da Privus (Foto cedida pelo próprio) 20.06.2020 / 15:45 Solução certificada pelo Gabinete Nacional de Segurança está já ao serviço do Estado. Criadores querem contribuir para hub nacional de cibersegurança. A seguir Privus: Um oásis de privacidade num mundo cada vez mais digital A ideia surgiu de uma necessidade operacional, quando tinha a cargo a segurança de uma embaixada e recebeu equipamento de comunicação que pouco tinha de seguro. O caso Snowden veio mostrar quão pouco fiáveis eram os sistemas de comunicação e revelar um ponto fraco em que Henrique Corrêa da Silva viu uma oportunidade de negócio. “Em 2004, gastou-se 1 milhão em telemóveis supostamente seguros que nunca saíram da caixa porque funcionavam pessimamente. O que fizemos ali por 2014 foi criar um sistema seguro baseado em software, sem ter de ficar preso a ninguém e confiando apenas na matemática.” Assim nascia, dois anos mais tarde, a Privus, empresa líder em cibersegurança, sediada na Suíça mas detida por capitais maioritariamente portugueses. A Henrique, CEO, juntaram-se desde o primeiro momento Luís Lavradio, CFO, e Artur Goulão, CTO da Privus, que tem o SecurLine como principal pilar – um serviço dotado de uma tecnologia que garante os mais altos níveis de segurança e privacidade na comunicação de chats, voz e vídeo e que foi submetido a 18 meses de testes antes de ser certificado pelo Gabinete Nacional de Segurança para a proteção de comunicações classificadas, tendo sido agora posto ao serviço do Estado português. Antigo quadro do Serviço de Informações Estratégicas de Defesa (SIED) e da Polícia Judiciária, Henrique explica que o mercado da Privus é internacional. “Temos clientes institucionais em vários continentes e para isso foi preciso fazer esta aposta, resultante de um processo complexo, custoso e extremamente rigoroso. Desenvolvemos um produto de excelência para a proteção de comunicações.” Razão pela qual, durante o ano e meio de testes, puseram esta solução à disposição do Estado. O resultado superou as expectativas. “A utilização do SecurLine em tudo o mundo durante os últimos quatro anos, a certificação do GNS e as auditorias de segurança que temos feito confirmam o que já sabíamos: há know how nacional ao mais alto nível que assegura a qualidade, a segurança e a privacidade das comunicações”, sublinha Henrique. “Num mundo onde impera a vigilância sistémica e massiva de todas as comunicações, Portugal podem estar na vanguarda.” Disponível para as principais plataformas mobile, o SecurLine não se foca apenas na segurança e privacidade: todas as ações feitas na aplicação são cifradas e qualquer informação, de ficheiros a imagens, é guardado numa base de dados independente e encriptada, impedindo o acesso caso o telemóvel seja comprometido ou perdido. Tendo por base a experiência do ex-agente, a zero knowledge architecture da aplicação minimiza quer a área de ataque, quer os metadados utilizados, reduzindo ao mínimo qualquer vulnerabilidade e não sendo usado em nenhuma situação o número de telefone do utilizador. Por outro lado, as notificações ao utilizador são cifradas sem que o texto passe pelos servidores da Apple ou do Google; e a lista de contactos também é cifrada e nunca sai do dispositivo – características que o diferenciam de WhatsApp, Viber ou Signal, que “têm bons níveis de segurança, mas zero privacidade.” Da lista faz ainda parte um sistema de deteção que alerta o utilizador caso o aparelho tenha sido comprometido. “É um bónus importante”, explica Artur Goulão. “Até a Agência de Segurança Nacional dos EUA sabe que não consegue violar a tecnologia do SecurLine.” O potencial da Privus rapidamente despertou interesse internacional, e daí à entrada de um conjunto de investidores foi um passo, apesar de 78% do capital e a gestão se manterem nacionais. “A nossa independência é uma vantagem numa altura em que a realidade digital quase erradicou o direito à privacidade e a segurança digital encontra-se sob ameaça”, defende Luís. Sobretudo agora que a pandemia nos empurrou para o trabalho à distância e reforçou o ritmo da digitalização. Com a certificação garantida, a Privus pode ganhar espaço no universo estatal. “Seria uma forma de valorizar o know how nacional numa área crucial para a cibersoberania – temos a sorte de não precisa de importar tecnologia estrangeira”, sublinha Henrique. A Privus não esconde a ambição de poder contribuir para o desenvolvimento de um núcleo português de excelência na área da cibersegurança, setor fundamental no xadrez geopolítico. “Portugal tem uma enorme capacidade e maior influência do que se imagina de um país desta dimensão. É este soft power que nos evidencia. Temos excelentes profissionais e vejo aqui uma oportunidade para Portugal poder desenvolver uma alternativa por exemplo ao polo israelita – com a vantagem de sermos conhecidos pelo mundo e vistos com simpatia e como politicamente neutros”. Partilhe esta notícia

Predict your next investment

The CB Insights tech market intelligence platform analyzes millions of data points on venture capital, startups, patents , partnerships and news mentions to help you see tomorrow's opportunities, today.

Expert Collections containing Privus

Expert Collections are analyst-curated lists that highlight the companies you need to know in the most important technology spaces.

Privus is included in 1 Expert Collection, including Cybersecurity.

C

Cybersecurity

4,824 items

Privus Web Traffic

Rank
Page Views per User (PVPU)
Page Views per Million (PVPM)
Reach per Million (RPM)
CBI Logo

Privus Rank

CB Insights uses Cookies

CBI websites generally use certain cookies to enable better interactions with our sites and services. Use of these cookies, which may be stored on your device, permits us to improve and customize your experience. You can read more about your cookie choices at our privacy policy here. By continuing to use this site you are consenting to these choices.